Contrate alguém que já errou muito

Isso pode parecer estranho, mas acredite: faz todo o sentido. No bestseller A Startup Enxuta (The Lean Startup), Eric Ries não cansa de bater na tecla de que negócios de sucesso são aqueles que aprendem com os inevitáveis erros de percurso e são capazes de fazer ajustes a partir disso.

Por isso, não é porque fizemos redações na escola que sabemos produzir conteúdo para a nossa empresa. Não é porque já desenhamos muito quando crianças que somos capazes de criar um ótimo logo. Não é porque fizemos aula de informática que entendemos como estruturar o melhor site possível para o nosso negócio.

Conforme a tecnologia nos dá acesso ao que antes só os especialistas podiam fazer (ferramentas simplificadas para fazer sites, aplicativos dos mais diversos tipos, cartões de visita etc.), é comum acreditar que podemos ser multitarefas e fazer nós mesmos tudo o que queremos. Mas será que isso é sempre a melhor opção?

A questão de contratar alguém vai além de pagar por um serviço que não temos tempo de fazer. Se trata de pagar pelo tanto que aquele profissional já aprendeu – na teoria e principalmente na prática. Isso significa que quanto mais ele praticou, errou e melhorou seu trabalho a partir disso, melhores soluções ele é capaz de te oferecer. Por isso, quando você paga pelo serviço de uma pessoa, considere o tempo de experiência que ela teve para errar, consertar e aprender. Isso será revertido a favor do seu projeto!

Start typing and press Enter to search

Photo by Rayi Christian Wicaksono on Unsplash